Fígado: onde nasce o verdadeiro equilíbrio emocional

artigo1

Para a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) o fígado, do ponto de vista energético, está estreitamente ligado à vesícula biliar (associada à postura e decisões), mas também aos olhos (sentido da visão), ombros, joelhos e tendões (flexibilidade), unhas, seios e todo o aparelho reprodutor feminino.

É o fígado que comanda o fluxo do chi (energia) por todo o corpo, bem como funciona como filtro de toxinas no nosso corpo e qualquer desequilíbrio neste órgão terá fortes consequências. Na realidade, um desequilíbrio no Figado pode criar danos a todos os outros órgãos do corpo.

O Fígado está ligado ao elemento Madeira, à Primavera e à cor verde. Quando desequilibrado, provoca emoções como: raiva, ira, frustração, ansiedade, falta de energia circulante (situações de medo paralisante ou síndrome de pânico) ou excesso de energia circulante (sentimentos de raiva, geralmente reprimida).

Provoca toxicidade no corpo e ainda bloqueios na nossa criatividade, falta de capacidade de manter a calma e responder a desafios em situações que o exigem e em termos de doenças, provoca: diabetes, pedras nas vesículas e problemas hepáticos, incluindo o cancro.

Geralmente pessoas com problemas no fígado costumam ser muito temperamentais e com certa tendência a agressividade, mudando de humor bruscamente.

Para a MTC o fígado é considerado o órgão mais importante para a mulher, da mesma forma que o rim é para o homem. Praticamente todo o sistema reprodutor feminino é regido pelo fígado, responsável por alterações no ciclo menstrual, presença de cistos de ovário, miomas uterinos, corrimentos ou prurido vaginais, alterações da libido como frigidez e impotência.

Mas seu papel mais importante é, sem dúvida, sobre o equilíbrio emocional. O bom funcionamento da energia do fígado conduz a indivíduos com uma expressão alegre, feliz e relaxada. O equilíbrio do CHI do fígado é, por isso, essencial e premente para o nosso bem-estar e equilíbrio emocional.

Os maus hábitos alimentares e de vida levam ao seu desequilíbrio funcional, que leva ao desequilíbrio emocional. Este desequilíbrio energético pode manifestar-se de várias formas: insónia, enxaqueca, hipertensão, problemas digestivos, TPM, etc.

Uma vez que todas as emoções, boas ou más, passam pelo fígado, não devemos reprimi-las infinitamente. A repressão das emoções provoca um bloqueio da energia que leva ao excesso de calor no fígado.

Os olhos são a manifestação externa do fígado. Em outras palavras, o fígado rege o sentido da visão. Assim, patologias da visão irão sinalizar alguma alteração no fígado. As mais comuns são: conjuntivites, olhos vermelhos sem processo inflamatório, coceiras, “vista” seca, visão fraca, embaçada ou borrada, terçol, pontos brilhantes que aparecem no campo visual e outros.

Cada um de nós deve ser responsável pela saúde do seu fígado e sistema hepático.

E aqui entra a acção do Chi-Kung, que ao fazer com que o indivíduo movimente a sua energia corporal de forma fluída por todos os canais energéticos do corpo, automaticamente ajuda no funcionamento e fortalecimento do fígado.

Importa dizer que o Chi-Kung actua em todos os sistemas do nosso organismo: circulatório, linfático, digestivo, respiratório e até a nível de emoções.

Alimentos recomendáveis para o fígado: agua morna com limão em jejum, chá verde, fruta fresca, açafrão nas sopas e guisados, vegetais verdes escuros semi-crus, alimentos amargos como endívias, rúcula, nabiças, grelos, alface, dente de leão e abóbora  e o alho e sementes de sésamo.

Alimentos/substâncias a evitar: álcool em excesso, açúcar e doces em excesso, tabaco, frituras, alimentos processados, alimentos guardados na geleira durante muito tempo, farináceos principalmente os brancos.

A prática constante do Chi-Kung, aliada a hábitos alimentares e de vida saudáveis é uma forte aliada na solução de problemas de fígado e problemas hepáticos.

—-

Por: Nereyda Ah-Hoy | Monitora de Ch’i-Kung Terapêutico
Avatar

Nereyda Ah-Hoy

Autor Desde:  28/06/2019

Nereyda Ah-Hoy é Fundadora da Plataforma INDIKA, Formada em Comunicação e Terapeuta. Trabalhou no mundo corporativo quase 20 anos, tendo passado por diversas áreas como Vendas, Marketing, Comunicação e Relações Públicas, RH, Formação e Gestão de Equipas, Gestão de Projectos e Consultoria.

Entretanto, desde 2015 que decidiu abraçar a sua paixão e missão de vida como Terapeuta, tendo-se formado, até ao momento, como Practitioner de ThetaHealing (pelo THINK Institute of Knowledge), Monitora de Ch’i-Kung Terapêutico e em Massagem Detox (pelo Healing Africa), nas Técnicas de Barras de Acesso à Consciência e Facelift Energético (pelo Access Consciousness) e com Nivel I de Reiki.

Nereyda iniciou a sua jornada de Auto-Conhecimento em tenra idade e a constante leitura, pesquisa e estudo em diversas áreas terapêuticas alternativas e correntes de Auto-Conhecimento, como é o caso de Metafisica da Saúde, Astrologia, Numerologia, Física Quântica, Aromaterapia entre outras, têm sido os grandes alicerces na sua formação e aperfeiçoamento como Terapeuta e Ser Humano.

Através da Plataforma INDIKA, Nereyda encontrou uma forma de dar a sua contribuição ao mundo, sendo a INDIKA um canal através do qual partilha e divulga informação, conteúdos, produtos e servicos de profissionais especializados, que trabalham para o Bem-Estar Holistico das pessoas.