Alimentação – a melhor medicina

Alimentação – a melhor medicina

Alimentação – a melhor medicina


O mundo está em profundas mudanças e hoje em dia (e cada vez mais) chegam a
nós informações que durante muito tempo ignoramos, ou negligenciamos.





Muita coisa está a ser desmantelada e os grandes sistemas de controlo e
manipulação do mundo estão em decadência:





  • a influência nociva da indústria mediática – TV, Rádio, Jornais – nas nossas mentes, que se habituaram a ser consumistas, pouco críticas e muito influenciáveis,




  • os escândalos a descoberto sobre a indústria farmacêutica, que está cada vez mais preocupada com o lucro advindo das nossas doenças, do que propriamente com a melhoria da nossa saúde,




  • as descobertas dos objectivos que estão por detrás da actividades das famosas ONG’s, em todo o mundo,




  • a acção mesquinha, arrogante e sem escrúpulos dos que governam o mundo e as nações e,




  • cada vez mais, os escândalos escabrosos da indústria alimentar, que nos envenena, dia, após dia.




Hoje gostaria de me debruçar mais sobre a questão da Alimentação.





Já muito se tem falado sobre a influência da alimentação na melhoria e manutenção da nossa saúde e a máxima “você é o que come” nunca fez tanto sentido como nos dias de hoje, em que uma maior consciência sobre o que metemos na boca para alimentar o nosso corpo, urge!





Pessoalmente, cada vez mais me convenço que uma alimentação adequada
resolve muitos males e previne muitas idas ao médico.





Pesquisas têm sido feitas por vários estudiosos e vários resultados advêm
das mesmas e mesmo que não tenhamos exactamente que seguir cegamente o que se
diz, é pertinente, pelo menos reflectirmos sobre algumas coisas que chegam ao nosso
conhecimento.





Alimentos com glúten (pão, massas, bolachas,
bolos, biscoitos, etc), o leite de vaca e seus derivados, alimentos com açúcar
refinado, alguns tipos de carne (especialmente vermelhas) são apenas alguns dos
alimentos que estão na origem de casos, por vezes graves, de alergias,
mal-estar físico e intoxicações alimentares.





Mas nós muitas vezes não paramos para pensar porque nos sentimos mal após
ingerir certos alimentos (sentimo-nos pesados, ficamos com gases, sentimos um
mal estar geral, ficamos com alguma alergia, etc).





Não nos perguntamos porque será que até o frango dos dias de hoje, está
muito maior, muito mais gorduroso e com um sabor diferente.





Não nos perguntamos porque será que marcas como a Coca Cola precisam de
tanta publicidade (e agora a Coca Cola já permite que escrevamos os nossos
nomes nas latas. BRAVO!).





Não nos perguntamos porque será que o Ser Humano é o único Ser que consome
leite de outra espécie (leite de vaca)!





Não nos perguntamos qual o efeito na nossa saúde de alguns eletrodomésticos
– como o aparelho de Microondas, que já se tornaram rotineiros na nossa vida e
até trazem-nos um grande conforto – mas que são altamente perigosos e
prejudiciais.





E nem sequer nos preocupamos em olhar com atenção para as embalagens de
alimentos que compramos, para ver quais os componentes (de tão habituados que
estamos em consumí-los).





Pois é! E assim vamos nos envenenando e vamos nos matando, dia após dia! E
depois ficamos surpresos do porquê de haver cada vez mais gente doente e porquê
gente jovem morre cada vez mais cedo!





Não pretendo, com este artigo, mudar os hábitos alimentares de ninguém, mas
pretendo alertar-vos para uma maior consciência, pois penso ser importante
pensarmos muito bem em como alimentamos o nosso corpo, o nosso templo, que
merece todo o nosso amor e cuidado.





O nosso corpo é o veículo que nos permite viver nesta dimensão e realizar
tudo o que precisamos de realizar. É um instrumento maravilhoso e tudo o que
nos pede é que cuidemos bem dele.





Abaixo encontrem algum material para apoiar-vos numa pesquisa mais
aprofundada sobre este tema.





Leiam, procurem outras fontes e tirem as vossas
conclusões.





Rios sem Glúten





O escândalo de Monsanto





Malefícios do leite de vaca





O perigo do Microondas





Qual a origem dos radicais livres?





Estes são apenas alguns dos temas que podem servir de reflexão. Mas há muitos mais.





Despertem, pesquisem, questionem. E quanto a alimentação, vamos optar por
uma alimentação o mais natural e orgânica possível.





A hora da mudança chegou!

Por: Nereyda AH-Hoy (Terapeuta)


Avatar do Autor

Sobre Autor

Nereyda Ah-Hoy é Fundadora da Plataforma INDIKA, Formada em Comunicação e Terapeuta. Trabalhou no mundo corporativo mais de 20 anos, tendo passado por diversas áreas como Vendas, Marketing, Comunicação e Relações Públicas, RH, Formação e Gestão de Equipas, Gestão de Projectos e Consultoria. Entretanto, desde 2015 que decidiu abraçar a sua paixão e missão de vida como Terapeuta, tendo-se formado, até ao momento, como Practitioner de ThetaHealing (pelo THINK Institute of Knowledge), Monitora de Ch’i-Kung Terapêutico e em Massagem Detox (pelo Healing Africa), nas Técnicas de Barras de Acesso à Consciência e Facelift Energético (pelo Access Consciousness) e com Nivel I de Reiki. Nereyda iniciou a sua jornada de Auto-Conhecimento há mais de 20 anos e a constante leitura, pesquisa e estudo em diversas áreas terapêuticas alternativas e correntes de Auto-Conhecimento, como é o caso de Metafisica da Saúde, Astrologia, Numerologia, Física Quântica, Naturopatia entre outras, têm sido os grandes alicerces na sua formação e aperfeiçoamento como Terapeuta e Ser Humano. Através da Plataforma INDIKA, Nereyda encontrou uma forma de dar a sua contribuição ao mundo, sendo a INDIKA um canal através do qual partilha e divulga informação, conteúdos, produtos e servicos de profissionais especializados, que trabalham para o Bem-Estar Holistico das pessoas.

Adicionar Comentários